não prestou contas

Vice-prefeito de União dos Palmares José Alfredo (ZA), supostamente fez transações com notas apócrifas na sua prestação de contas.

em decisão recente foi mantida a impossibilidade de se emitir a certidão de quitação eleitoral de Jose Alfredo, portanto subsistindo a sua inelegibilidade

13/02/2020 10h22Atualizado há 6 meses
Por: Portal Repercutiu
Fonte: redação
foto: jose alfredo (arquivo)
foto: jose alfredo (arquivo)
O vice-prefeito de união dos Palmares - AL, José Alfredo, esta inelegível devido não ter prestado contas eleitorais na eleição a qual concorreu ao cargo de deputado estadual, ademais, supostamente teria se utilizado de notas fiscais fraudulentas.
 
A suposta motivação do vice-prefeito de União dos Palmares - AL, José Alfredo para não prestar contas de sua campanha, seria no intuito de omitir as despesas e receitas obtidas na candidatura, portanto, deixando de informar as transações pertinentes a sua candidatura no procedimento apropriado, na prestação de contas.
 
Foi detectado pelo Ministério Público Eleitoral de Alagoas, que o Candidato José Alfredo supostamente, teria simulado vários serviços em sua campanha eleitoral.
 
Dentre eles podemos citar alguns tais como, doação de veículos em nome de terceiro, mas, que, na verdade ao menos um veículo é de sua propriedade, como por exemplo, um micro-ônibus Mercedes Bens ano 2001, de placas DAH-5085, em nome de JOÃO GUALBERTO DE OLIVEIRA SANTOS, mas, que na verdade o veículo é de propriedade de José Alfredo, onde moradores da cidade de União dos Palmares veem circulando frequentemente por toda a cidade esse transporte coberto com sua marca (Z.A TRATOR) 
Outro ponto marcante que chama atenção nas supostas notas em suspeita, refere-se a nota em nome de SAMUEL JANSSER SOUZA DA GAMA SANTOS, onde aparece também uma nota de cessão de um veículo da marca FORD FIESTA ano 2009 e placas NWL-6622, contudo, após pesquisa via banco de dados do DETRAN a referida placa do veículo em questão na verdade pertence a uma motocicleta da marca Honda Biz de cor azul e ano 2011, tal situação de assemelha a polemica envolvendo o então Vereador Ricardo Praxedes, que a época estava a frente da secretária municipal de educação, supostamente teria cadastrado uma motocicleta Honda Biz como ônibus, para transportar 35 pessoas para Arapiraca.
Outros graves indicies apontados acerca da prestação de contas do vice-prefeito José Alfredo, ora não prestadas, consistem em notas emitidas em estabelecimentos de sua propriedade, da família ou a ele vinculadas,  onde se verifica que o mesmo gastou em sua padaria, que também está em nome de sua esposa a Sr.ª POLLYANNA SOUZA LOPES WANDERLEY, quase três mil reais de pão com salame, reforça a tese  de que supostamente possa ter havido simulação ou fraude nas transações na sua campanha. Acrescente-se que, considerando tal quantia dispendida com paes, confrontando os valores, era possivel comprar a  quantia de 12 mil pães, sendo desarrazoado e desproporcional o consumo no período eleitoral.  
Ficaremos aguardando o andamentos do procedimentos para trazer mais informações.
Ate o momento não conseguimos contato com o interessado, todavia estamos a disposição para quaisquer esclarecimentos e acréscimo de informações.

 

Municípios
Últimas notícias
Mais lidas