Segunda, 17 de Janeiro de 2022
32°

Muitas nuvens

Teresina - PI

Geral EMPREENDEDORISMO

5 dicas para quem quer abrir a própria empresa em 2022

O número de novos microempreendedores individuais bateu recorde em 2021. Veja o que é preciso saber antes de abrir uma empresa

13/01/2022 às 09h21 Atualizada em 13/01/2022 às 19h56
Por: Portal Repercutiu Fonte: EXAME.COM
Compartilhe:
CREDITO: EXAME/GETTY
CREDITO: EXAME/GETTY

Já faz tempo que o número de empreendedores no Brasil está crescendo. Para se ter uma ideia, de acordo com a edição mais recente do Boletim do Mapa de Empresas do Ministério da Economia, o país registrou recorde de 1,4 milhão de novas empresas abertas entre maio e agosto de 2021. O número representa um aumento de 26,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Outro levantamento, divulgado pela Serasa Experian, apontou que a maior parte das empresas nascidas em 2021 são de microempreendedores individuais (MEIs). Segundo dados divulgados pela empresa, apenas em janeiro do ano passado, mais de 300.000 novos registros foram abertos no setor. O número é o maior desde janeiro de 2010, quando se iniciou a série histórica.

Pensando nos brasileiros que começaram a empreender recentemente – ou que têm planos de abrir o próprio negócio em 2022 – reunimos, abaixo, cinco dicas essenciais para quem deseja abrir uma empresa. Veja quais são elas.

1. Tenha conhecimento no ramo

 

Um dos principais erros cometidos por quem está começando a empreender é o de apostar em determinado negócio ou segmento apenas porque ele está em alta naquele momento (caso das paleterias mexicanas que foram febre por todo o Brasil há alguns anos, por exemplo). Afinal, entender sobre um negócio é essencial para fazer com que ele dê certo.

Por isso, a primeira dica para quem sonha em abrir uma empresa é: não aja por impulso e conheça bem a área em que deseja atuar. Caso você tenha muito interesse e afinidade com o tema, mas ainda não tenha tanta experiência no ramo, procurar por sócios mais experientes para te ajudar nessa caminhada pode ser essencial.

2. Estude bem o mercado

 

Conhecido como benchmarking, o processo de análise da concorrência é essencial para qualquer pessoa que deseja abrir a própria empresa. Isso porque, por meio dele, o empreendedor conseguirá identificar possíveis ameaças e também as boas práticas adotadas por players já consolidados no mercado para replicar em seu negócio.

É nesta etapa, também, que você deve definir as personas e o público alvo – informações essenciais para embasar decisões estratégicas como a localização dos pontos de venda, o tom de voz da marca e a segmentação de campanhas publicitárias, por exemplo.

3. Planeje-se financeiramente

 

Do investimento inicial ao valor que será necessário ter em caixa para sustentar a operação em períodos de crise, organizar as finanças é fundamental para o sucesso de uma empresa.

Nesse momento de abertura de um novo negócio, um dos valores mais importantes de ter em mente é o do capital de giro – valor que fica guardado para sustentar a operação da empresa enquanto as contas a receber não entram no caixa. Isso vai evitar que as contas entrem no vermelho diante de adversidades durante processo de consolidação da companhia no mercado. No site do SEBRAE é possível encontrar um passo a passo para calcular esse valor.

Outra dica repetida exaustivamente por especialistas em gestão financeira para este momento de abertura de empresa é:  não esqueça de separar a sua conta pessoal da conta da empresarial. Não apenas porque isso ajuda a trazer maior credibilidade à empresa, mas principalmente porque a separação das contas é a única maneira de ter uma visão realista dos recebimentos e gastos no longo prazo.

Foi pensando nisso, que o BTG Pactual desenvolveu o BTG+ business, uma plataforma totalmente especializada em soluções, crédito e serviços para pequenas e médias empresas.

Para facilitar a gestão, a plataforma oferece ferramentas como antecipação online das vendas no cartão; PIX ilimitado e sem custos e conta digital PJ sem taxa de abertura ou manutenção.

Conheça o BTG+ business, conta PJ sem taxas, 100% digital e pensada para o pequeno e médio empreendedor

4. Registre a sua marca

 

O processo de registro da marca irá protegê-la legalmente e garantir ao empreendedor o direito de uso exclusivo em todo o território nacional. No Brasil, o órgão responsável por este tipo de registro é o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) – que oferece descontos para alguns usuários, como microempresas, microempreendedores individuais, pessoas físicas e cooperativas.

Outra dica relacionada à propriedade da marca, é comprar um domínio na internet. Mesmo que ainda não existam planos concretos de levar o seu negócio para o ambiente digital, considere montar um site que reúna, ao menos, informações básicas da empresa – como endereço, contato e os principais serviços oferecidos. Afinal, a presença na web é cada vez mais importante quando o assunto é credibilidade de uma marca.

5. Não tenha medo de mudar a rota

 

É importante ter em mente que obstáculos e adversidades fazem parte da rotina de qualquer empreendedor – e que, portanto, não devem ser motivo para fazer você desistir do seu projeto. Pelo contrário: tenha em mente que seu produto ou serviço sempre poderá ser aperfeiçoado e que, quanto antes você perceber as falhas (e mais tolerante a mudanças você for), maiores as chances de o negócio prosperar.

Não à toa, Jeff Bezos, fundador da Amazon e um dos empreendedores mais ricos do mundo, disse certa vez “se você não for flexível, você vai bater sua cabeça contra a parede e não vai ver uma solução diferente para o problema que você está tentando resolver".

Teresina - PI Atualizado às 13h02 - Fonte: ClimaTempo
32°
Muitas nuvens

Mín. 24° Máx. 33°

Ter °C °C
Qua °C °C
Qui °C °C
Sex °C °C
Sáb °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias