eleições 2021 ?

CNM quer adiar eleição para o ano que vem

Em documento enviado a líderes no Congresso, a entidade lista razões sanitárias, econômicas e jurídicas.

13/06/2020 11h35Atualizado há 1 mês
Por: Portal Repercutiu
Fonte: estadão
Foto: Romildo de Jesus / Futura Press
Foto: Romildo de Jesus / Futura Press

Confederação Nacional dos Municípios (CNM) passou a defender, oficialmente, o adiamento das eleições para 2021. Na prática, significa advogar pela prorrogação de mandato dos atuais prefeitos. Em documento enviado a líderes no Congresso, a entidade lista razões sanitárias, econômicas e jurídicas. O argumento central é a covid-19. A CNM diz não haver previsão de fim da pandemia. Além dos riscos, os gastos com as eleições, em meio à baixa arrecadação, seriam inoportunos. Sugere até repassar o Fundo Eleitoral para o combate ao vírus.

 

O filho é teu. Quem é crítico alega não ser democrático ou constitucional prorrogar o mandato dos prefeitos atuais. Já a CNM escreve: “Quem assumirá a responsabilização pela saúde e pelas vidas durante e pós processo eleitoral?”.

Plano B? A entidade municipalista diz ainda que, se a disputa for mantida em 2020, que seja na data prevista (outubro), para garantir o período de transição.

Municípios
Últimas notícias
Mais lidas